sexta-feira, 23 de outubro de 2009

ARPINSUDESTE elege Coordenação Executiva





No último dia 15 de outubro aconteceu a Assembléia Geral de fundação da Articulação dos Povos Indígenas da Região Sudeste (APINSUDESTE), a mais recente integrante da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (APIB). O encontro se deu na aldeia Tenondê Poran, próximo à cidade de Parelheiros, em São Paulo, e reuniu mais de 100 lideranças indígenas do Vale do Ribeira, Litoral Norte, Litoral Sul, Capital, Oeste Paulista e Sudoeste Paulista e também do Rio de Janeiro. O objetivo foi a aprovação do Estatuto da organização e a eleição e posse da Coordenação Executiva.

Participaram da Assembléia representantes dos Povos Indígenas Terena, Guarani, Tupi-Guarani, Kaigang, Krenak, Pankararu, Pankararé, Fulni-ô, Wassu Cocal, o coordenador da Articulação dos Povos Indígenas da Região Sul (ARPINSUL), Romancil Cretã e o assessor Paulino Montejo, ambos em nome da APIB, entre outros.

O primeiro dia da Assembléia foi iniciado com uma apresentação de dança da comunidade Guarani local. Em seguida, houve a apresentação de um histórico de todo o processo que levou à criação da ARPINSUDESTE.

Logo após, o coordenador da ARPINSUL compartilhou suas experiências com os presentes. Fechando a manhã, o assessor da APIB, Paulino Montejo, fez uma palestra sobre o Movimento Indígena Nacional. O período da tarde foi reservado para a discussão e aprovação do Estatuto da entidade e a eleição da Coordenação.

Eleição


A leitura e discussão da minuta de Estatuto iniciaram os trabalhos da tarde. Concluída a aprovação do Estatuto, a Assembléia passou à eleição dos integrantes da Coordenação Executiva. Os presentes indicaram Edenilson Sebastião, do Povo Terena, para presidir o processo de eleição dos membros da Coordenação Executiva, Conselho Fiscal e Conselho Deliberativo.

No processo de eleição, adotou-se o procedimento de eleger cada coordenador separadamente e não através de chapas, o que aconteceu somente no caso do Conselho Fiscal. Para o cargo de coordenador geral foi eleito Timóteo da Silva Verá Potygua com 34 votos. Guaraci Jorge de Souza Gomes foi eleito como coordenador administrativo e financeiro com 33 votos.

O cargo de coordenador político e de relações institucionais teve apenas um candidato, Mário de Camilo, confirmado no posto com 42 votos. Já para coordenador de Etnodesenvolvimento Sustentável foi escolhida Avani Florentino de Oliveira, com 33 votos.

Na eleição do Conselho Fiscal concorreram duas chapas. Uma composta por Maurício da Silva, Marcílio Marcolino e Tiago de Oliveira, que recebeu 23 votos. E outra com Mariano Fernando, Cláudio Fernando da Silva Branco e Benedito Maria que recebeu 26 votos e venceu a disputa. Graças a um entendimento entre as partes, os membros da chapa com menos votos ficaram como suplentes.

A eleição foi finalizada com a definição do Conselho Deliberativo que ficou composto da seguinte forma: Denilson da Silva, titular e Augustinho Karai Tataendy da Silva, suplente, da região do Estado do Rio de Janeiro; Mário Benites, titular e Adolfo Timótio, suplente, da região do Litoral Norte do Estado de São Paulo; Dora Dina dos Santos de Oliveira, titular e Amâncio Samuel dos Santos, suplente, do Litoral Sul do Estado de São Paulo; Diva Máximo da Silva, titular e Valdemi Xavier Queiroz, suplente, da região da Grande São Paulo; Luciano Fernandes, titular e Marcos dos Santos Tupã, suplente, da Capital do Estado de São Paulo; Renato da Silva, titular e Hugo da Silva, suplente, da região do Vale do Ribeira; Paulo Roberto Sebastião, titular e Ranulfo de Camilo, suplente da região Oeste do Estado de São Paulo; Valdeci Ribeiro Alves, titular e Marcos Antonio Xarim, suplente, da região Sudoeste do Estado de São Paulo.

2 comentários:

  1. http://www.youtube.com/watch?v=5faot_i1EMk&list=UUd0p4xyPdiwLSD70GNCja-g&index=1

    ResponderExcluir